Professora é demitida após dizer que menina estuprada pelo tio 'deve ter sido bem paga'

Mari... 20/08/2020 Relatar Quero comentar

São Paulo - Uma  professora da educação básica da rede estadual foi demitida pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo após publicar em uma rede social mensagens dizendo que a  "tinha vida sexual há quatro anos" e que o caso não se trata de "violência". A exoneração do cargo aconteceu nesta quarta-feira.

Galeria de Fotos

 

Tio que estuprou menina de 10 anos é preso em Minas GeraisREPRODUÇÃO / TV GLOBO

Cisam, maternidade na qual menina passou por processo para interromper gravidezGOOGLE STREET VIEW

No hospital, extremistas chamaram vítima de estupro de 'assassina'REPRODUÇÃO DE VÍDEO

Sara Winter vazou dados da criança nas redesREPRODUÇÃO DO INSTAGRAM.

"Ela já tinha vida sexual há quatro anos com esse homem. Deve ter sido bem paga", disse Eliana Nuci de Oliveira. Em um segundo comentário, ela chegou a dizer que "criança se defende chorando para a mãe. Esta menina nunca chorou porquê?".

criança, que foi violada dos 6 aos 10 anos de idade e engravidou, tem o pai preso e a mãe morta. A  menina vivia sob os cuidados da avó e do avô, que vivem da venda de coco como ambulantes, em uma praia do  Espírito Santo.

"(Ela foi) demitida imediatamente para não estar próxima de nossas crianças e jovens", disse o secretário da pasta, Rossielli Soares da Silva, para a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário