DENÚNCIA: Moradora de Itajaí acusa SAMU de negligência em atendimento

Igor Silva 19/08/2020 Relatar Quero comentar

Maria Eliane Leite da Silva, de 31 anos, moradora do bairro Cidade Nova, em Itajaí, está indignada com o que chama de descaso enfrentado quando precisou do atendimento do Samu.

Maria sofre com uma doença chamada fibromialgia que provoca fortes dores pelo corpo, praticamente, 24 horas do dia.


Na sexta-feira passada, dia 7, por volta das 19h30, o marido de Maria acionou o Samu pedindo ajuda, mas se surpreendeu com a mudança no atendimento ao relatar que a esposa tinha fibromialgia.


“Pediram o endereço da minha casa, ele passou tudo certinho. Mas quando o médico perguntou se eu tinha alguma doença e meu esposo falou que eu tinha fibromialgia, ele simplesmente falou que era um ataque de ansiedade e desligou o telefone na cara dele”, lamenta.


A moradora está indignada com o atendimento prestado pela equipe e se preocupa com outros pacientes que possam ter passado por isso também. “Quem tem fibromialgia é muito discriminado”, completa.


A assessoria do Samu  informou que não há nenhum registro de chamada no sistema nesse dia, horário e endereço.

Comentário do usuário