Descubra Como os Cães Aprendem as Coisas!

Yasmim 25/08/2020 04:23 Relatar

Que nossos peludinhos são mega-inteligentes a gente já sabia, mas como será que eles aprendem?

Quando um filhote chega é só alegria! Aquele serzinho fofo correndo, brincando, lambendo seu rosto! Mas logo ele começa a morder, roer os móveis, fazer xixi pela casa toda… e podemos nos sentir frustrados e sem saber o que fazer para que ele entenda o que queremos que ele faça! Como resolver isso??

ssa frustração acontece porque os cães veem o mundo de forma diferente da nossa, eles têm sua própria forma de entender o meio em que vivem! E o primeiro passo para entender como os cães aprendem é tentar ver o mundo a partir da perspectiva deles, saber o que é importante para eles, como percebem e agem no mundo.

Saiba mais sobre como os cães aprendem:

Algo muito importante é deixar de lado os antropomorfismos (atribuir comportamentos e pensamentos humanos aos animais). Por exemplo, eles não destroem sapatos ou roem mesas por vingança, mas porque roer é um comportamento natural da espécie que deve ser estimulado da forma correta com brinquedos apropriados para isso!

Os cães não nascem sabendo o que queremos que eles façam ou deixem de fazer, precisamos ensiná-los e para isso o principal é ter paciência. Eles aprendem de forma associativa, assim como a gente! Mas o que isso quer dizer?

O que é adestramento positivo e reforço positivo?

O reforço positivo é um princípio que faz parte da psicologia humana e que vem sendo estudado desde 1930, podemos citar Edward Thorndike, por exemplo, que lançou as bases para a teoria de Skinner sobre o aprendizado através de recompensas, que é o que explicamos abaixo:

Sempre que nós fazemos algo (comportamento) isso gera uma consequência e algumas delas são boas pra nós e outras ruins. Acontece da mesma forma com os cães. Nós, e eles, aprendemos por associação: se fizemos algo e isso gerou uma consequência boa tendemos a repetir o que fizemos, ou seja, comportamentos que geram consequências boas (reforçadoras) tendem a se repetir mais vezes no futuro. E isso acontece o tempo todo! Nós e os cães estamos em constante aprendizado!

Então, como ensinar um cão?

Mostrando a ele os comportamentos que queremos que ele tenha reforçando (recompensando) esses comportamentos. Por exemplo, você quer ensinar seu cão a não pular em você ao chegar em casa, para isso ensine-o a sentar para ganhar atenção, comida, petiscos, brincadeiras… recompensas que agem como reforçadores do comportamento de sentar. Depois de reforçar o comportamento de sentar várias vezes, ele irá sentar para ter sua atenção, pois saberá que não a conseguirá pulando.

E lembre-se de que o cão está em constante aprendizado. Faça uma lista com seus objetivos, o que você quer ensinar a ele, e descubra de quais reforçadores ele mais gosta! Ensinar seu cachorro deve ser um momento bom para você e para ele!

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar

©2020 yeereader.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.